KESHE DIZ QUE VÁCUO NÃO EXISTE

KESHE DIZ QUE VÁCUO NÃO EXISTE

.
vácuo Casimir
.

Mensagme do Fórum (26/08/2013):

Comentário do Fórum:
…Thomas E. Bearden, cientista-engenheiro do Exército norte-americano, única pessoa na Terra que escreveu um livro com o tema da extração da energia do vácuo…
=============================================================================

A Resposta de Keshe:

Se vocês leram os meus livros 1 e 3, ali eu tenho explicado que não há qualquer vácuo em todo o universo.

Assim sendo, aqueles que dizem que trabalham no vácuo e que estão obtendo energia a partir do vácuo (ou do ponto zero), eles não compreenderam ainda que encontram-se a trabalhar, na verdade, no mesmo espaço porém numa sala um pouco menos cheia, mais desocupada. Assim, são tal como aqueles mágicos que nuncam mostram qual é o seu truque. O que estou querendo dizer é que o vácuo total, ou, para dizer o mesmo usando outras palavras, uma área sem quaisquer matérias ou campos, isto não existe em nenhum lugar em todo o universo !
O que você faz quando você gera um vácuo em uma câmara, mesmo em se obtendo ali o melhor dos melhores de todos os vácuos, ainda assim haverá centenas ou milhares de átomos que ainda estarão presentes dentro daquela câmara.
O que estou querendo dizer é que estes caras que dizem que estão a extrair energia a partir do vácuo, eles não estão lhe dizendo tudo, ou então talvez eles não tenham realmente ainda compreendido, que eles apenas estão trabalhando com mais espaço livre para que os átomos que ainda permanecem na câmara possam nela se mover…
Vou lhes dar um exemplo: quando vcês encontram-se em um estádio esportivo lotado com 100 mil pessoas ali presentes, você não poderá correr pois há demasiado número de pessoas ali, e elas o impedirão de algum modo . Porém, quando houver apenas 100 pessoas no mesmo estádio, então você tem espaço bastante para correr nele. Entretanto, havendo 100 ou 100 Mil pessoas ali, a sua energia, a energia do seu corpo, não muda, ela continua a mesma. Com a área estando menos ocupada, você vai poder mover-se bem mais rápido e sua movimentação por ela será muito facilitada.

[ Nota do tradutor: se diz, em ciência, que num espaço confinado, não importa o número de átomos de um gás, este preencherá todo o espaço que lhe foi destinado, havendo “expansão dos gases” ali existentes ]

Isto é o que eu costumo dizer: que a (maior) condição de vácuo dá, ou serve para dar, espaço e capacidade aos átomos, para moverem-se mais livremente (em seu ambiente).

Portanto, você NÃO pode extrair energia saindo desde o vácuo, mas você pode muito bem utilizar-se do espaço-vácuo que você criou a fim de permitir aos átomos que restaram dentro da câmara poderem movimentar-se mais rápidamente e, devido a isto, quando eles batem nas paredes do núcleo do reator, ou quando eles batem um no outro, eles são mais rápidos (giram mais depressa) e, deste modo, podem liberar muito mais da sua energia (seja cinética, ou plasmática). O cavalheiro citado acima encontra-se correto naquilo que pretende, pois realmente é possível deixar átomos movimentando-se livremente em um núcleo e usar desta energia cinética liberada pelos átomos que foram deixados no núcleo (ou ambiente de vácuo).

Entretanto, esta NÃO é a tecnologia de Plasma Keshe. Esta é a energia do Movimento do átomo, e NÃO tem nada que ver com o nosso trabalho ! Nossa tecnologia de Plasma consiste no processo de se produzir um ambiente no qual haja a abertura do Plasma existente e em seguida aproveitar-se dos ingredientes do Plasma (a Intensidade das Matérias plasmáticas, ou os Campos Magnéticos Plasmáticos, desta sopa de Campos) na quantidade de que se necessita usar, e para o propósito que se pretende no momento.

Tal cavalheiro citado acima, entretanto, não pode fazer/ produzir (tal como nós fazemos) materiais surgirem de ‘sua energia’, mas, devido à colisão dos átomos (em ambiente de vácuo), ele pode tranquilamente converter a energia cinética para calor e para corrente. Esta é uma história antiga que o primeiro engenheiro elétrico que existiu já a resolveu faz muito tempo atrás. O que ele está fazendo: ao invés de queimar o combustível, ele está usando o movimento desse combustível tal qual uma hidrelétrica faz com a água represada, com a diferença de que enquanto a energia elétrica da água advém da Diferença De Potencial energético obtido, este cavalheiro está a usar do Movimento Livre dos átomos na câmara, na medida que, tendo eles mais espaço para correrem livremente e em velocidade bem mais rápida, quando estes colidem entre si ou com a parede, vão lançar as suas energias (cinéticas) com mais força.

Leia no capítulo 14 do meu livro 1, onde fala sobre o Efeito Casimir.

[ Nota do tradutor: ali Keshe explica que o efeito ocorre sempre, não importando o nível de vácuo obtido. Não podemos transcrever, devido a impedimentos relacionados com questões de direito autoral, mas em 30/11/2009, no Fórum, Keshe nos diz que mesmo nas melhores condições de vácuo do universo, cerca de 10 (-9) barr, ainda assim podemos encontrar, dentro de reatores dinâmicos, a presença de campos magnéticos muito fortes, funcionando portanto ao nível da antimatéria plasmática dos átomos ali presentes, e que mesmo com o vácuo obtido chegando ao ponto de não haver quase nenhum átomos dentro da câmara, mesmo assim se pode, nestes reatores, se medir corrente e tensão, mediante o efeito Casimir. E que um ponto do espaço que chamamos de vácuo é apenas um local onde a intensidade de Campos ali presente ainda necessita de referencial científico, pois, na verdade, não há qualquer vácuo existente em todo o universo ]

O processo de produção de energia não é nada novo, mas é necessário se entender corretamente este processo.

Este aí (Cinética do Movimento) é o atual pensamento humano e o seu modo de se trabalhar com a matéria tangível, enquanto que nós estamos a falar sobre a forma de trabalho da própria criação, bem como também da obtenção de energia, de comida, e de tratamento médico a partir desse mesmo Plasma. Há, portanto, uma enorme diferença de enfoques. Enquanto o trabalho deste cavalheiro citado é a inteligência humana colocada em ação, o lidar com o Plasma é, basicamente, fazer o mesmo trabalho que o da Criação.

M T Keshe

 

 

.

2 comentários sobre “KESHE DIZ QUE VÁCUO NÃO EXISTE

  1. O mésotron (Píon ou bóson,káon,eta) explica certas propriedades coesivas do núcleo atômico, mas não gera a coesão entre o próton e próton, nem a adesão de nêutron e nêutron. A força paradoxal e poderosa da integridade coesiva, no átomo, seria o plasma? Os mésotrons são abundantes nos raios cósmicos, e eles fazem que as cargas elétricas das partículas do núcleo sejam intensamente, sem cessar, num sentido e no outro, entre os prótons e nêutrons. Eles alternam, incessantemente, entre próton carregado e nêutron não carregado. A quantidade de energia gerada é incomensurável e faz parte do ciclo eterno de energia que vem do Pae Universal, é por aí?

  2. As subpartículas são Eternas e Imperecíveis; os núcleos, periódicos e finitos. As subpartículas fazem parte do Absoluto. Os núcleos são a Luz da Eternidade que dali escapa. Estão faceando as Hierarquias da Criação, os Primeiros e mais Elevados, que plasmam o cosmos convertendo-o em matéria( Plasmática, Antimatéria, Escura). Estamos no limiar de grandes transformações na sociedade humana. Creio que com estas informações, profundas, o ser humano, educando-se, a tecnologia, ao dispor para terem uma vida amena, sem serem escravos de uma estrutura corrompida, terão tempo para adquirir o saber e a espiritualidade autêntica. Esta civilização poluidora deixará de existir, salvando e preservando o planeta e quem habita nele.

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.