COMO ESTÃO CONSTRUINDO REATORES ULTIMAMENTE

COMO ESTÃO CONSTRUINDO REATORES ULTIMAMENTE

Os reatores Keshe mais elaborados sempre seguem as patentes, especialmente a …717 e a …715, porém está havendo umas mudanças significativas em sua construção. Pelos experimentadores, é claro, porque os de Keshe, construídos por Keshe, tem particularidades que os experimentadores e os alunos do Instituto Espacial ainda não conseguiram decifrar.
Vamos listar algumas destas mudanças significativas, para deixar você atualizado:

– O vácuo profundo é exigido. Para um vácuo profundo quase no mesmo nível do Espaço Sideral, exige-se duas bombas moleculares ligadas em série. Estas bombas são caríssimas. É chamada configuração Tandem. Mas, nem sempre se pode ter estes equipamentos, então existem técnicas que burlam a necessidade de duas turbomoleculares e estas são conhecidas dos experimentadores. Atingir -9 ou -10 bar é o exigido. Mais uma razão para ter um sistema de lacre muito moderno e eficiente, pois qualquer micro-abertura, mesmo de um décimo de milímetro, que não seja pelas válvulas de segurança, pode comprometer toda a construção, isto é, comprometer o vácuo.

– As patentes falam em gases nobres e bastante raros para servir de prisão (escudo ou blindagem) para a força central de hidrogênio rotativo, ionizado e cintilado na frequência do ultra-violeta extremo. Este núcleo central é chamado de plasma primordial ou antimatéria, pois tem este comportamento quando se alcança a “abertura” (abrir o plasma) que Keshe está tentando explicar aos estudantes como fazer. Mas, já desde o workshop 1 (ver na lista de vídeos com tradução em português) Keshe fala em, ao invés dos raros e nobres gases, usar o carbono a partir de nano-materiais que, por medição, seja detectado que funcionem como resistência, ao invés de supercondutores. Estes nanomateriais são os GaNs (gases nano-sólidos) cuja obtenção é muito fácil até mesmo por experimentos em garrafas PET, e ultimamente Keshe vem ensinando outros métodos para obtê-los. Já estão aparecendo fotos de experimentadores usando estes nano-materiais como blindagem para o plasma de hidrogênio-hélio.

A foto que que acompanha este artigo mostra uma das experiências com blindagem por nano-materiais, porém achamos que não vai dar certo porque as placas metálicas (cobre) estão revestidas com um nanomaterial da cor azul-esverdeado, o que pode indicar talvez óxido de cobre e não realmente GaNs. Na verdade não sabemos ainda o que é este nano-material. Bem, pode não ser GaNs, mas pelo menos eles estão experimentando e aprendendo com os próprios erros. E se não der certo, criarão um GaNs de verdade na próxima experiência. É assim que se consegue dominar a nova tecnologia. É por tentativa e erro, porque Keshe não dá e nem nunca vai dar receita de bolo para ninguém. Boa sorte ao experimentador com o seu “escudo azul”. Se não der certo, tente um “escudo preto” de verdadeiro GaNs orientado para super-resistência. na próxima experiência.

– As patentes não falam as quantidades, mas Keshe vem dizendo que se deve usar quantidades extremamente muito pequenas de gás. Isto é necessário para “alargar” os átomos ao extremo dentro do núcleo de plasma do reator, missão esta que cumpre várias finalidades, inclusive abrir o plasma.

– Ultimamente Keshe vem ensinando a formação da turbulência dentro do reator, nos workshops para buscadores de conhecimento. A função destes workshops é levar um pouco da sala de aula do Instituto para dentro das casas das pessoas. O próximo, que já é o segundo workshop para interação dos estudantes com o pessoal de fora, será realizado na madrugada, quase ao amanhecer desta quinta-feira, 13 de março de 2014 e poderá ser acessado pelos brasileiros a partir de mais ou menos 4 ou 5 horas da madrugada, a partir do site:

http://www.livestream.com/kesheworkshop

É claro que o idioma é em inglês, portanto não se iluda que vai entender alguma coisa caso não domine o suficiente deste idioma.

– Todas as experiências usando materiais nucleares foram canceladas ou boicotadas. Então, com o novo tipo de reator não nuclear, Keshe está ensinando as pessoas a usar potássio (KOH?) e até mesmo comprimidos de B12 para a ionização do hidrogênio. Pode demorar um pocuo mais, mas pelo menos é mais seguro e não sofre boicote das agências governamentais.

– Por agora é isto. Muita coisa está acontecendo no Instituto em relação à nova tecnologia, especialmente na parte de nano revestimento de materiais de cobre e ferro, para obter o GaNs, que é o nanomaterial do futuro, inclusive para a blindagem dos reatores para o hidrogênio não perder a cintilação UVE e não parar a reação em cadeia, necessária para o funcionamento.
Solução para a captura radioativa desde o solo de plantio e desde a água de rega e de beber, através de nano-materiais, já foi dada por Keshe e brevemente publicaremos o vídeo aqui, traduzido.

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.